Wine South America confirma edição presencial para setembro


A terceira edição da Wine South America, maior e principal feira profissional de vinhos da América Latina, está confirmada para 21 a 23 de setembro e promete superar os números da última edição, em 2019, quando reuniu mais de 300 marcas expositoras de 12 países e 6.600 compradores de 22 países, promovendo um total de negócios da ordem de R$ 20 milhões.

O evento ocorre em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, região estratégica no Cone Sul – porção do continente que engloba Argentina, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai – e conhecida como a capital do vinho brasileiro.


Com aproximadamente 60% do espaço já comercializado, a WSA vai reunir importadores, produtores, empresários e compradores de todo o mundo em três dias dedicados aos negócios do vinho.


“Vamos marcar a volta presencial com uma feira ainda mais robusta e mantendo nossos principais propósitos: reunir público qualificado e promover negócios. Essas foram as bases de nossas duas edições presenciais bem-sucedidas e do trabalho que realizamos durante a pandemia, quando continuamos fomentando o setor com projetos digitais que promovem a comercialização de vinhos durante todo ano”, detalha Marcos Milanez Milaneze, diretor da WSA.

O evento é direcionado a profissionais do segmento: importadores e exportadores; distribuidores e atacadistas; supermercados e hipermercados; bares, restaurantes, hotéis, padarias e lojas de conveniência; lojas especializadas em artigos de luxo; sommeliers; varejistas especializados em vinhos e outras bebidas. Informações sobre convites serão divulgadas em breve no site www.winesa.com.br.


Vinhos do Brasil e do mundo serão representados

Vinícolas de Portugal, Itália, França, Espanha, Nova Zelândia e Chile estão entre os expositores confirmados na Wine South America, apresentando um panorama vitivinícola dos principais lançamentos e tendências do Novo e do Velho Mundo.


Novas safras, novos rótulos e grandes vinhos de diferentes regiões completam o painel internacional com a participação de importadoras brasileiras, que estão preparando uma seleção especial para apresentar na Wine South America.


A diversidade dos vinhos do Brasil também estará muito bem representada por produtores de regiões tradicionais como Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Flores da Cunha e Garibaldi, na Serra Gaúcha (RS), e São Joaquim (SC), além de novos terroirs que vêm se destacando, caso de São Roque, Jundiaí e Ribeirão Branco, em São Paulo, e Boa Esperança e Caldas, em Minas Gerais.


Juntamente com tintos, brancos, rosés e espumantes, a WSA amplia as oportunidades de negócios com produtos correlatos, como destilados e azeites de oliva. Esse é o foco de projetos especiais paralelos à feira: o Salão de cachaça e destilados e o Salão Brasileiro do Azeite de Oliva, um espaço dedicado a olivicultura.


Informações no site oficial do evento www.winesa.com.br.


Foto: Augusto-Tomasi

0 comentário