Do boteco para a sua casa

May 11, 2017

Vai receber a família ou os amigos em casa? Que tal surpreender a todos com uma recepção digna dos melhores botecos do país? Para te ajudar nesta deliciosa tarefa, convidamos o chef Gabriel Lourenço, que comanda a Escola de Gastronomia Sal a Gosto (www.salagosto.com.br / @salagosto), de Caxias do Sul (RS), para apresentar algumas receitas de petiscos que fazem sucesso entre os alunos do curso ‘Comidinhas de Boteco’, ministrado no espaço. O chef selecionou seis receitas: Dadinho de queijo coalho com geleia de abacaxi e pimenta; Bolinho de bacalhau clássico; Escondidinho cremoso de camarão e Bolinho de aipim com frango mineiro.

 

De bônus, ganhamos duas receitas de bruchettas, que também podem ser servidas para acompanhar os demais petiscos. São elas: Gorgonzola com cebola caramelizada e Salame com alho poró. Seguindo a ideia da variação de ingredientes, o chef sugere que as bruschettas também podem ser preparadas com os ingredientes dos petiscos. “Por que não servir com o frango mineiro, por exemplo? É uma combinação perfeita e pode ser servida até como prato principal”, ensina. 

 

Harmonização

Apesar de deliciosas, as comidas de boteco sempre têm um índice alto de gordura. Segundo o chef, isso tem uma explicação: a harmonização. “Os petiscos harmonizam muito bem com as cervejas, especialmente as mais amargas, pois a bebida neutraliza a gordura. Outra opção que também funciona muito bem com esses petiscos são os espumantes”, sugere Lourenço. O Escondidinho de Camarão, por exemplo, harmoniza muito bem com vinho branco e com vinho rosé, aproveitando a estação. O chef destaca que a harmonização pode ser feita até com vinho tinto, dependendo da estrutura do prato. “Normalmente o vinho tinto não é o mais lembrado na hora da harmonização com os petiscos de boteco. Porém, temos outra linha de comidas de boteco, como iscas de filé com gorgonzola, que pode casar bem com o tinto”, lembra.

 

 Bruschetta de salame com alho poró

 

 

Ingredientes

- 1 maço de alho poró

- 200g de salame

- 1 fio de azeite de oliva

- Sal a gosto

- Pimenta do reino a gosto

 

Modo de preparo

Picar finamente o alho poró e refogar em uma frigideira, com um fio de azeite de oliva. Pique finamente o salame e refogue juntamente com o alho poró. Acrescente o sal e a pimenta.

 

* Dica do chef

“Se você quiser fazer uma legítima bruschetta italiana, precisa seguir alguns parâmetros. O pão não pode ser 100% torrado. Precisa ser crocante por fora e macio por dentro. Para conseguir essa textura é muito simples. Basta tostar o pão dormido, em uma frigideira com um fio de azeite de oliva. O italiano pega a metade de um dente de alho cru e esfrega sobre o pão, só para dar aroma”.

 

 

Bruschetta

 

Ingredientes

- 1 pão baguete

- 1 dente de alho

- Azeite de oliva

 

Modo de preparo

Fatiar o pão e dourar ambos os lados em frigideira com azeite. Esfregar o dente de alho descascado nas fatias. Cobrir com o recheio desejado, queijo e gratinar.

 

 

Bruschetta de gorgonzola, com cebola caramelizada

 

 

 

Ingredientes

- 1 colher de manteiga

- 1 fio de azeite de oliva

- 2 cebolas roxas finamente picadas

- 1 colher de açúcar branco

- 2 colheres de shoyo

 

Modo de preparo

Coloque tudo em uma panela, com fogo médio/baixo. Deixe a cebola cozinhar até que fique transparente, quando estará pronta.

 

 Escondidinho de camarão cremoso

Rendimento: 4 porções

 

Ingredientes para a massa

 

- 500g de batata cozida, descascada e amassada

- 200ml de leite

- 50g de manteiga

- 500g de camarão descascado

- 300g de molho branco

- 100g de pimentão amarelo

- 1 dente de alho

- Óleo de dendê

- Sal e pimenta a gosto

- Queijo prato para cobrir

 

Modo de preparo

Refogar os camarões com o dendê, o alho picado, o pimentão em cubos pequenos, temperar com sal e pimenta e misturar com o molho branco. Fazer um purê com as batatas, o leite e a manteiga. Montar os escondidinhos e cobrir com o queijo. Gratinar em forno alto até dourar.

 

* Dica do chef

“O segredo do escondidinho é nunca deixar o purê puro. Sempre ficará mais gostoso se misturarmos à batata ou ao aipim uma manteiga, um leite ou até um requeijão, como fazem alguns botecos. O objetivo é que o purê fique mais cremoso”.

 

 

 

 

Bolinho de bacalhau clássico

 

 

Rendimento: 12 unidades

 

Ingredientes

- 300g de aparas de bacalhau dessalgadas

- 300g de batata rosa

- Salsa e cebolinha frescas a gosto

- Azeite de oliva a gosto         

- Pimenta e sal a gosto

 

 

Modo de preparo

Cozinhar as batatas inteiras e com casca até que estejam muito macias. Verificar se as aparas de bacalhau estão limpas e sem espinhos. Picar na faca, grosseiramente. Descascar as batatas, amassá-las e misturar com o bacalhau. Picar as ervas finamente e adicionar à massa. Temperar com azeite, sal e pimenta. Moldar e fritar em óleo quente.

 

 

* Dica do chef

“É importante usar um bacalhau bom. Porém, não precisa, nem aconselho, usar o lombo, pois o sabor está nas aparas (próximo da cabeça e do rabo). Assim o bolinho ficará muito mais saboroso”.

 

 

 

 

 Dadinho de queijo coalho com geleia de abacaxi e pimenta

 

 

Rendimento: 12 dadinhos

 

Ingredientes

- 2 espetos de queijo coalho

- 1 ovo

- 100g de farinha de trigo

- 100g de farinha de rosca

- Óleo para fritura

- 50g de geleia de abacaxi com pimenta

 

 

Modo de preparo

Retirar os palitos dos espetinhos e cortá-los em cubos. Empanar na farinha de trigo, depois ovo e por último a farinha de rosca. Fritar e servir com a geleia.

 

 

* Dica do chef

“A geleia ‘quebra a gordura’ do dadinho. Geralmente, a de pimenta é escolhida como acompanhamento. Porém, para inovar, fizemos uma geleia de abacaxi com pimenta, para ter um sabor diferente junto com o queijo”. 

 

 

 

Bolinho de aipim com frango mineiro

 

Rendimento: 8 porções

 

Ingredientes

- 300g de aipim descascado

- 200g peito de frango

- 1 dente de alho

- ½ unidade de cebola

- 150g de quiabo

- Urucum ou colorau a gosto

- 20g de banha de porco

- Farinha de rosca

- Pimenta e Sal a Gosto

 

 

Modo de preparo

Limpar, cozinhar e desfiar o frango. Picar a cebola, o alho e o quiabo finamente e refogar com a carne e o restante dos temperos. Cozinhar e amassar o aipim. Moldar discos com a massa e rechear com o frango. Enrolar, passar na farinha de rosca e fritar em óleo.

 

 

* Dica do chef

“O frango mineiro leva temperos típicos de Minas Gerais. Inclusive, refogamos junto com o frango um pouco de quiabo desfiado. O alho, a cebola e o coloral são indispensáveis na culinária mineira. Também é importante que se utilize o frango caipira para esta receita. Outra dica é nunca bater o aipim no liquidificador, pois ele tem uma goma que quando batida vira uma espécie de cola e isso dificulta o trabalho. Então, sempre amassar manualmente”.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo