Reconquistando seu merecido destaque

June 20, 2017

Cabernet Franc chegou a ser vendida pelo preço de uva comum. Hoje vem retomando seu lugar de destaque nas vinícolas brasileiras como vinho varietal e corte bordalês.

 

 

Uma cepa de aromas intensos e boa estrutura, a Cabernet Franc é uma das mais antigas variedades de uva das regiões de Bordeaux e Loire, na França. Tem bagos pequenos e cachos soltos, compactos. Em relação a sua irmã Cabernet Sauvignon, é mais suave, pois amadurece mais cedo e, com isso, produz tipicamente vinhos com menor complexidade e menos encorpados. Embora algumas vinícolas, particularmente no Loire, produzam excelentes varietais Cabernet Franc, ela é utilizada, com frequência, combinada com Cabernet Sauvignon e Merlot, em uma mistura conhecida e copiada no mundo todo como corte ‘bordalês’. As qualidades suaves desse estilo a tornam útil para moderar o tanino algumas vezes pungente da Cabernet Sauvignon e adicionar o caráter frutado. A história da Cabernet Franc no Brasil vem de longa data. Chegou ao Rio Grande do Sul por volta de 1900. Nos anos 1920, os Irmãos Maristas já a cultivavam comercialmente na cidade de Garibaldi.

 

A grande difusão da cepa, contudo, ocorreu nas décadas de 1970 e 1980, quando tornou-se a base dos vinhos finos tintos brasileiros. Mais tarde, acabou sendo relegada a segundo plano e, gradualmente, substituída pela Cabernet Sauvignon e pela Merlot. Até poucos anos atrás chegou a ser vendida pelo preço de uva comum. Nos últimos anos, a Argentina tem mostrado uma produção de Cabernet Franc digna de ocupar espaço entre os melhores vinhos do mundo, sejam eles mais concentrados e potentes – que podemos associar a um estilo mais bordalês; sejam no estilo mais fresco e tenso, que podem ser associados aos elaborados no Loire. No Brasil é evidente a vocação do nosso terroir para receber essa variedade, e a boa notícia é que novas vinhas já vêm produzindo, e produzindo bem. Atualmente são poucos, mas bons rótulos dessa variedade sendo elaborados no Sul, tanto no Vale dos Vinhedos, quanto na Campanha Gaúcha, em Flores da Cunha e, principalmente, em Pinto Bandeira. São Paulo também apresenta bom terroir para essa uva. Tanto é que o vinho elaborado por um vinícola paulista ficou entre os melhores exemplares da safra 2015.

 

A Cabernet Franc é uma planta vigorosa, de média maturação, que se adapta bem a solos calcários. A vinha desta variedade floresce e amadurece seus frutos mais cedo do que outras variedades. Assim, ela se adapta bem às condições da Serra Gaúcha onde, sabidamente, há anos o amadurecimento é mais complicado devido às condições climáticas, principalmente quando se tem incidência de chuva próxima à época de colheita. Os vinhos produzidos com a Cabernet Franc têm características de taninos longos, macios e bem integrados, e corpo moderado. Combinando esses atributos com uma acidez marcante, costuma oferecer vinhos elegantes, considerados requintados, e de boa longevidade. Além disso, conferem notas herbáceas, e também florais, de violetas. Outros aromas frequentemente associados a esses vinhos são ameixas e amoras, pimentas preta e branca, e ervas secas.

Ao lado de suas maiores parceiras, a Cabernet Sauvignon e a Merlot, através

do corte bordalês, inclui sabor e textura ao vinho. Para degustar um vinho elaborado com a Cabernet Franc, as boas opções de harmonização são realmente muitas. Carne bovina ou de porco, aves como frango ou pato, temperos como alho, cebola, pimentas, alecrim, hortelã e louro.

 

Degustação

 

91 pontos

Valmarino Ano XX Cabernet Franc, safra 2015

 

Cor rubi, com tons violáceos. Aroma de frutas vermelhas maduras, com agradável toque de especiarias, também lembra coco e baunilha. Em boca, tem ótima estrutura, taninos marcantes e de qualidade. No final de boca revela notas de chocolate. Alta persistência. Vinho elaborado pela Vinícola Valmarino, de Pinto Bandeira, Serra Gaúcha

Preço médio: R$ 90

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

90 pontos

Pequenas Partilhas Cabernet Franc –, safra 2014

 

Cor rubi, de intensidade média. Notas de eucalipto e menta, com agradável toque de madeira. Em boca, é vivo, tem bom volume, taninos elegantes e final persistente. Este vinho foi feito pela Cooperativa Vinícola Aurora, de Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha

Preço médio: R$65,50

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

89 pontos

LA Cabernet Franc, safra 2012

 

Cor vermelho-rubi; límpido e brilhante. No nariz, tem aromas frutados e frescos que remetem à lichia e cassis, com notas de menta, pimenta preta. Em boca, tem média estrutura, taninos finos e delicados. Vinho elaborado pela Luiz Argenta Vinhos Finos, na região dos Altos Montes, em Flores da Cunha, na Serra Gaúcha

Preço médio: R$ 71

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

87 pontos

Extrus Cabernet Franc, safra 2009

 

Cor vermelho-rubi, com reflexo atijolado. Aromas complexos, que remetem à frutas vermelhas, com notas de café, compota e tostado. Em boca, tem bom corpo, boa acidez e taninos finos e delicados. Média persistência. Vinho elaborado pela Dezem Vinhos Finos, de Toledo/PR

Preço médio: R$ 39

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

87 pontos

Do Lugar Cabernet Franc, safra 2014

 

De cor rubi-vivo, brilhante. Aromas com traços florais e frutados. Leve nota animal, mentolado e couro. Em boca, é complexo, revelando notas de compota; taninos elegantes e finos. Um vinho redondo e agradável. Elaborado pela Vinícola Dal Pizzol, do Vale dos Vinhedos, em Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha

Preço médio: R$ 45

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

87 pontos

Granja União Cabernet Franc, safra 2015

 

Cor rubi-claro. Aromas frutados que lembram amora, cassis e framboesa, com notas de compota e leve toque mentolado. Em boca, tem boa estrutura e bom corpo; média acidez e taninos marcantes. Média persistência. Vinho elaborado pela Cooperativa Vinícola Garibaldi, de Garibaldi, na Serra Gaúcha

Preço médio: R$ 21,70

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

85 pontos

Dunanis Cabernet Franc – safra 2013

 

Cor vermelho-granada. Aromas de menta, tostado, café e caramelo. Em boca, é elegante, com média acidez e taninos finos. Média persistência. Vinho elaborado pela Dunanis Vinhos e Vinhedos, em Dom Pedrito, na Campanha Gaúcha

Preço médio: R$ 59,90

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload