Collio, Friuli: brancos italianos com a máxima expressão do território

 

Non si sono solo vigneti, è una terra piena di fascino, di colori e di profumi (Não são somente vinhedos, é uma terra cheia de fascínio, de cores e de perfume). A frase do estilista italiano Ottavio Missoni resume bem o Collio, região localizada no Friuli, no nordeste da Itália, fronteira com a Eslovênia e muito próximo da Áustria. Um lugar onde as vinhas e o vinho fazem parte da vida dos homens, dos seus hábitos, do seu ritmo. As condições ambientais específicas desta área têm facilitado o desenvolvimento de uma viticultura de qualidade e produção de excelentes vinhos brancos, classificados entre os melhores da Itália e, quiçá, entre os melhores do mundo. Isso devido a características únicas proporcionadas pelo terroir, que incluem alta mineralidade e longevidade.

 

Entre as principais variedades cultivadas no Collio (cuja denominação de origem é datada de 1968) estão Malvasia, Ribolla e Friulano – o mais famoso e que até o final de 2007 era conhecido como Tocai Friulano – ao lado de um universo de variedades internacionais, com destaque para o Pinot Griggio, cujas informações colocam que as primeiras análises do mosto desta uva acontecerem por lá em 1847 – hoje, em torno de 28% do território é destinado para o plantio desta variedade. Outras cepas, como Chardonnay, Müller Thurgau, Riesling e Sauvignon Branc, também são cultivadas.

 

O vinho que apresenta a expressão do território é o Collio Bianco, elaborado com as uvas Ribolla, Malvasia e Friulano. Estima-se que quase 85% dos vinhos do Collio sejam brancos. No entanto, também há excelentes tintos, como Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon e Merlot. A reportagem da Bon Vivant visitou a região e conheceu, de perto, os segredos dos vinhos e da culinária típica desta região.

 

 Vinhedos antigos, pequenos bosques e reservas naturais se misturam às colinas cobertas por vinhedos, pomares, lagos e rios. Animais, como lebres, veados e javalis andam tranquilamente entre uma vinha e outra. Há pássaros de diversas espécies. O clima ameno que caracteriza esta faixa de terra é influenciado pelas correntes quentes do Mar Adriático, que mantêm as uvas secas, e o escudo protetor das montanhas ao norte, que protege dos ventos frios. Os verões são quentes e secos. O inverno é frio e bastante chuvoso e o solo é arenito. Todas essas características de terroir proporcionam vinhos com excelentes índices de mineralidade e salinidade. Vinho elegantes, complexos e com um longo final de boca.

 

A área DOC Collio se estende por uma superfície de 1.500 hectares, localizados em oito dos 25 municípios que fazem parte da província de Gorizia. São eles: Capriva, Cormòns, Dolegna del Collio, Farra d’Isonzo, Gorizia, Mossa, San Floriano del Collio e San Lorenzo Isontino.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square