Otávio Rocha Vila Colonial: roteiro de um final de semana na Serra Gaúcha



Andreia Debon - @andreiadebon


Em 2020, a pandemia de Covid-19 fez a população mundial refazer planos e mudar completamente a organização de rotina para permanecer o maior tempo possível dentro de casa. Agora, em 2021, com o início das vacinações, a procura por viagens promete alavancar o turismo e viagens pelo Brasil e longe de aglomerações seguem como principais apostas do setor.

Ademais, o turista também está à procura de maior segurança. Assim, os destinos com atividades ao ar livre e em contato com a natureza tem sido a preferência de muitos.

As belezas culturais e a riqueza da Serra Gaúcha estão entre as opções. Uma das cidades dessa região que vem atraindo os olhares dos turistas é Flores da Cunha, distante 150 quilômetros de Porto Alegre. Na cidade há diversas opções de roteiros, desde vinícolas no Centro da cidade até propriedades rurais no interior.

Um dos roteiros chama-se Otávio Rocha Vila Colonial. Está localizado em Otávio Rocha, interior de Flores da Cunha. São 11 empreendimentos, mais os atrativos na praça e no centro da pequena vila de 2,5 mil habitantes (vila e comunidades do interior).

Para conhecer tudo com calma a dica é reservar um final de semana. Assim você conhece todos as propriedades e atrativos sem atropelos e pode dormir no hotel localizado no vilarejo.

Fiz o roteiro junto com minha família e abaixo apresento através de imagens, as belezas desta pequena vila. Tenha certeza: você vai comer, beber e descansar em meio a lindas paisagens!

Minha dica é começar o roteiro no sábado pela manhã. Confira a minha sugestão:



A dica é começar pela praça e igreja. A praça é linda e bem cuidada. Conta com o Monumento ao Imigrante Italiano, uma estátua de um Leão Alado, que representa Veneza, capital da região de onde vieram os imigrantes, além de parreiras com os nomes dos municípios que produzem uva na região.


Na praça há uma atração à parte: o Túnel da Uva. Localiza-se em frente a Igreja Matriz São Marcos, na rua Uva Itália. É coberto por aproximadamente 100 mudas de videiras, possui 80 metros de comprimento 5,6 metros de altura. Na época de vindima está repleto de uvas!


Também no centrinho há o Museu padre Alberto Lamonatto. O local abriga uma grande coleção de licores e vinhos, o único do país no gênero. Além disso, seu acervo tem ainda objetos históricos da imigração italiana. São mais de mil garrafas em diversos formatos e sabores.



A próxima parada é na Slaviero Uvas, distante 5 quilômetros do centro de Otávio Rocha. Lá é possível, além de visitar o parreiral, colher os cachos que mais agradar e levar para casa - formato colha e pague. São em torno de 30 variedades diferentes, uma mais linda e saborosa que a outra. Destaque para as uvas sem semente, como a BRS Linda.


Na Slaviero Uvas as crianças são muito bem recebidas. A propriedade tem uma área com dezenas de coelhinho para que as crianças possam olhar, brincar e pegar no colo, um amor! E quem quer comprar um também dá!


No roteiro Otávio Rocha Vila Colonial é possível conhecer a Pauletti Vinhos e Vinhedos. A vinícola foi construída em cima de uma base de pedra tradicional das construções coloniais. Na propriedade é possível conhecer os vinhedos e degustar os produtos com o acompanhamento da família Pauletti. A visita oportuniza a vivência no meio rural, desde cultivo da parreira manualmente até a arte da elaboração dos vinhos.


De volta ao centrinho de Otávio Rocha, uma pausa para o almoço no Restaurante do Gringo. Comida deliciosa e saborosa! O local também oferece jantar.

Logo depois do almoço a dica é visitar a Chocolate com Arte, pequena empresa familiar localizada em frente ao Restaurante do Gringo. O espaço oferece uma experiência única na qual é possível conhecer delícias elaboradas com chocolate Belga - e de quebra levar para casa essas guloseimas maravilhosas. O chocolate é produzido e comercializado na própria fábrica.


Na parte da tarde a sugestão é conhecer a Doces Silber e fazer o Caminho do Mirtilo. Lá é possível conhecer uma plantação, colher e degustar mirtilos (a safra acontece de novembro a janeiro). Há também um espaço para descanso onde é possível apreciar a frutinha bem geladinha e um saboroso suco. Quem desejar também pode fazer um piquenique e saborear outras delícias feitas com a frutinha, como cucas e geleias. O espaço é ideal para relaxar. As crianças também têm uma área de lazer. Assim os pais podem descansar nas redes!


Pausa para descanso no Hotel Dona Adélia, empreendimento que possui mais de 50 anos de tradição familiar na prestação de serviços de hospedagem e alimentação. Está localizado no centro de Otávio Rocha. É um local tranquilo, especial para curtir momentos de tranquilidade. São 47 acomodações com capacidade para 130 pessoas, sala de jogos, sauna, parquinho infantil, sala de eventos, academia e restaurante.


No dia seguinte a dica é voltar a passear pelo entorno. Aqui está outro atrativo do roteiro, o Parque da Gruta. Distante 1 km da vila, o parque abriga uma gruta natural com cascata de 25 metros. No interior da gruta, junto a uma fonte de água, há uma imagem de Nossa Senhora das Graças.


De volta a Praça Regional da Uva, pausa para uma oração na imagem de Nossa Senhora da Uva.

A estátua com 2 metros de altura, pesando 600 kg, é inspirada no quadro do pintor francês Pierre Mignard.



Ao meio-dia o restaurante Dona Adélia, localizado junto ao Hotel, serve um delicioso almoço colonial.


Na parte da tarde a dica é curtir o jardim da Casa Gazzaro, localizado junto a Vinícola Gazzaro. Próximo da praça, o espaço é amplo e muito bonito. Ali é possível degustar vinhos e espumantes e se deliciar com tábua de frios e brusquetas. .



Ao final, visita a Casa das Cucas. O local oferece aos clientes pães, cucas, grostolis, biscoitos e outras variedades de produtos feitos carinhosamente pela equipe de Dona Cleci. Com mais de 15 anos de mercado, as cucas já tornaram-se tradição na localidade e encantam aos visitantes com sua massa fofinha e seus recheios deliciosos.


Ainda integra o roteiro o Casarão Veronese, símbolo da imigração italiana, e a igreja Nossa Senhora do Caravaggio. Mais informações sobre o roteiro, bem como os sites e horário de atendimento de cada um dos integrantes da rota você pode conferir no site www.otaviorochavilacolonial.com.br


Fotos: Ricardo Marcos, Andréia Debon e César Paludo/Finestra Foto Criativa.

0 comentário